24 de Outubro de 2009

  

 

 

 

O Hospital Júlio de Matos na hora da visita

 

Rita Portugal Lima

 

 

publicado por Raúl Mesquita às 17:14 link do post
|  O que é? | favoritos
Efectivamente o HJM será o equivalente ao Bedlam, mas ao Bethlem Royal Hospital da actualidade, não o do séc. XIX. Não há como ir lá para ver, o que, a meu ver, a fotógrafa, ainda que talentosa, não fez.

Nicolina

P.S. Fiquei com curiosidade relativamente à razão que terá levado a sua «gestalt» a baptizar-me com um nome tão doce... :-)
Olá!

Digo-lhe já que gosto de falar consigo.

Começo a responder-lhe pelo fim. A minha " gestalt " leu realmente o todo - Carolina. Ai, Wetheimer K e K! Gostava de poder responder-lhe, mas não sei. Será a "censura interna", será o hábito? Tenho uma amiga Carolina)

Bedlam era, como sabe, era o nome depreciativo dado ao Bethlem Royal Hospital, com a forte conotação que tem e que talvez se aplique ainda ao HJM . Eu nunca lá fui, acredito em testemunhos não de doentes, mas de médicos de lá ou que por lá passaram. Quanto à fotógrafa, não lhe posso responder. Não sei se ela conhece o hospital, se imaginou, se foi lá visitar alhguém nos jardins, não sei.

A impressão que tenho do HJM é a de " One flew over a coucou's nest ". Enganado? Talvez . Aceito, se o fizer, o seu desafio para o visitar, mas só vou ver o que se pode, não é? Porém , como sou muito intuitivo, gostava de ir...

Bom resto de fim-de-semana,

Raúl.
Fico aliviada por saber que gosta de «teclar» comigo. Assim atrevo-me a deixar nova mensagem :-))

O tratamento das doenças psiquiátricas evoluiu bastante desde 1975, ano em que o Milos Forman filmou o «One Flew Over the Cuckoo's Nest». O conceito de doente mental também. Há quem diga, até, que este filme foi determinante na mudança das mentalidades, não tanto dos estabelecimentos de saúde e respectivo pessoal, mas sobretudo do público em geral. Já ninguém trata estes doentes como se tratavam os «maluquinhos» no séc. XIX, menos ainda no HJM, que é um excelente hospital. Se me permite aconselho-a a ver outros filmes mais recentes, como por exemplo este
http://www.youtube.com/watch?v=vPTdNJexVCk
que tem a vantagem de ser baseado numa história verdadeira.
Talvez depois consiga olhar para esta foto de outra maneira e ver o que eu vejo (ou não vejo).


Cara Nicolina:

Vi o anúncio trailer , nos tempos que correm) do filme. Devo estar cansado porque não percebi a "associação livre": A Beautiful Mind ? Was ist das?

Aceita o desafio? Esclareço: uma visita ao excelente HJM ?

Até já,

R.
Não se trata de «associação livre». Ambos os filmes que referi tratam o tema «doença mental», embora de perspectivas diferentes. O filme «A beautiful mind» baseia-se num caso verídico, a vida do matemático John Forbes Nash Jr, cuja biografia encontra aqui: http://pt.wikipedia.org/wiki/John_Forbes_Nash

Quanto à excelência do HJM e de quem lá trabalha, julgo que não é «demonstrável» nos termos em que coloca a questão. Depois, não tenho a pretensão de o convencer do que quer que seja, nem vejo razão válida que justifique que o faça. A intenção do meu comentário era sensibilizá-lo para uma realidade que, tanto quanto me parece, lhe é totalmente estranha. O resto deixo à sua sensibilidade e à sua consciência.
E por hoje despeço-me com votos de uma boa noite.
Nicolina Cabrita
Dear Nicolina:

Não vou repetir o que disse acerca do relato de alguns médicos. Se quer insistir na Excelência daquela instituição, but by all means , do!"

"O resto deixo à sua sensibilidade e à sua consciência": com esta sua afirmação, a Nicolina referir-se-á aos filmes ou/e a uma exigência ", a de eu "ter de" acreditar na Excelência do HJM ?

E um Bom Dia!


P.S. Visitei o seu Blog ângulo Recto e gostei muito.
Errata:

" but by all means , do!" & Ângulo Recto

Raúl Mesquita a 26 de Outubro de 2009 às 14:50
Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
14
16
18
21
22
23
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Sabe, se V. não fosse europeísta não se chamava G....
Sabe, essa ideia de Europa Unida acho que é uma fi...
Obrigada pela visita.George Sand com toque feminin...
Cara George Sand:Gostei da sua visita e fui também...
É lindo o cravo. Convida a silêncios. Entrelaçados...
Tailon , óntos ?
Sou eu quem deve pedir desculpa então.Muito prazer...
A desculpe.Meu nome é Thailon mesmo. Thailon Azeve...
Caro Thailon:Obrigado por ter respondido à minha p...
Sim.Bem, como pode perceber, minha cantora predile...
Caro Thailon:Decerto reparou no último parágrafo d...
Mesmo sabendo que você fez esta lista com gostos p...
Meu querido Raul, o MesquitaA possibilidade de uma...
Deve com certeza ter, Cara Helena. Fascina-me a be...
Que belíssima peça e que som maravilhoso não terá....
Augusto-o-Ilustre:Agradeço as tuas sempre prontas ...
Meu amigo Raul, o MesquitaA música está sempre pre...
Cara Helena:Obrigado pela sua visita. Compreendo q...
O que me choca na foto:- Duas mulheres sem cabeça-...
Meu querido amigo Raul, o MesquitaNa época da guer...
Meu Caro:Vá por mim, não perca tempo com o Google ...
Ao Ilustre:Muito obrigado pelas tuas, sempre genti...
Ao Ilustre:Muito obrigado pelas tuas, sempre genti...
Este texto, mais que formular opinião, é uma aula ...
Caríssimo Raul, o MesquitaTenho que aceitar que a ...
Saudações! Já lhe terá ocorrido espreitar na lite...
Augusto, O Ilusre:Ficcionei ao escolher a ficção, ...
Meu caro amigo Raul, o MesquitaNão caias no erro d...
O Para vir. Com o álibi da troika! Estou à espera ...
Querido Amigo:Compreendo bem as tuas palavras e ag...
blogs SAPO