05 de Novembro de 2009

Salvate Amici!

 

 

Da torrente de e-mails que recebo a denunciar isto e aquilo, sou levado a fazer a seguinte pergunta: o que é que queremos para o nosso País? Honestidade, transparência, justiça? Muito bem, concordo em absoluto.

 

Permito-me então dar o  meu parecer ou, por que não, o meu catecismo?

 

 

1. Que nunca vos passe pela cabeça o seguinte: "se lá estivesse também fazia o mesmo";

 

2. Nunca estacionar fora de sítios legais, nem que seja deste modo: "Senhor Guarda, mas foi só um minuto";

 

3. Que não esqueçamos que, na cidade actual, o automóvel privado é um meio de transporte "proletário".

 

4. Que os senhores guardas cumpram todos o seu dever: no trânsito não existem atenuantes.

 

5. Que se segure nas portas até a pessoa que vem lá ao fundo chegue. Que esta agradeça e que a primeira sorria. Quanto mais atribulada a cidade, mais esta cortesia cívica é necessária;

 

6. Que nunca pensemos que somos melhores do que os outros: "ah, mas não há nada como a comidinha portuguesa!";

 

7. Que o papel da Imprensa seja exclusivamente o de informar e não o de induzir comportamentos. Não lhe cabe o papel moralizador, nem até o de "cidadania" (e vá-se lá saber o que é este clichet...!)

 

Posto estes apenas SETE preceitos então que se exija:

 

Passeios sem (perigosos) buracos;

 

Que o Administrador de uma empresa não ganhe € 30.00/mês, enquanto que a senhora da limpeza ganha €490 full time ou €300 part time ao mês. E como se exige isto? É com e-mails? Julgo que não. É recusando-se a trabalhar em tais condições. Depois então virá a imprensa para tornar público; 

 

Que se recuse a triagem em hospitais, nunca passando, obediente e humildemente, por ela; é uma perigo nas urgências;

 

Que, quando o " médico de família" está doente, não se saia do Centro de Saúde (?) sem ser visto por outro. Que se recorra a todos os meios legítimos para tal;

 

Que nunca se tenha medo de quem aparenta estar num lugar de poder: médicos, a polícia, chefes, porque vivemos num Estado de Direito;

 

Que se pense a médio e não a curto prazo: TGVs serão um grande benefício para a Europa;

 

Que nunca nos esqueçamos que antes de portugueses, somos europeus;

 

Boa sorte para todos.

 

Valete,

 

Raulus Antonius.

 

P.S. Posto o que leram, peço-vos o favor de não me mandarem e-mails a denunciar isto e aquilo: ajam e bem-hajam!

 

 

publicado por Raúl Mesquita às 16:19 link do post
|  O que é? | favoritos
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
13
14
18
19
20
21
24
26
27
29
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Sabe, se V. não fosse europeísta não se chamava G....
Sabe, essa ideia de Europa Unida acho que é uma fi...
Obrigada pela visita.George Sand com toque feminin...
Cara George Sand:Gostei da sua visita e fui também...
É lindo o cravo. Convida a silêncios. Entrelaçados...
Tailon , óntos ?
Sou eu quem deve pedir desculpa então.Muito prazer...
A desculpe.Meu nome é Thailon mesmo. Thailon Azeve...
Caro Thailon:Obrigado por ter respondido à minha p...
Sim.Bem, como pode perceber, minha cantora predile...
Caro Thailon:Decerto reparou no último parágrafo d...
Mesmo sabendo que você fez esta lista com gostos p...
Meu querido Raul, o MesquitaA possibilidade de uma...
Deve com certeza ter, Cara Helena. Fascina-me a be...
Que belíssima peça e que som maravilhoso não terá....
Augusto-o-Ilustre:Agradeço as tuas sempre prontas ...
Meu amigo Raul, o MesquitaA música está sempre pre...
Cara Helena:Obrigado pela sua visita. Compreendo q...
O que me choca na foto:- Duas mulheres sem cabeça-...
Meu querido amigo Raul, o MesquitaNa época da guer...
Meu Caro:Vá por mim, não perca tempo com o Google ...
Ao Ilustre:Muito obrigado pelas tuas, sempre genti...
Ao Ilustre:Muito obrigado pelas tuas, sempre genti...
Este texto, mais que formular opinião, é uma aula ...
Caríssimo Raul, o MesquitaTenho que aceitar que a ...
Saudações! Já lhe terá ocorrido espreitar na lite...
Augusto, O Ilusre:Ficcionei ao escolher a ficção, ...
Meu caro amigo Raul, o MesquitaNão caias no erro d...
O Para vir. Com o álibi da troika! Estou à espera ...
Querido Amigo:Compreendo bem as tuas palavras e ag...
blogs SAPO