07 de Fevereiro de 2010

 

Amici, Salvate!

 

Recebi ontem um recado de texto por telefone de uma amiga, pessoa equilibrada, ponderada, mas que dizia: "vamos pedir a demissão do Sócrates?"  Fiquei abismado! " Aqui há gato", disse para comigo mesmo... Mas isto agora é assim (hoje estou coloquial)? Fiquei a pensar. Serão os derrotados nas últimas eleições que, deseperados, deitam mão a tudo? Quer queiramos quer não, o governo é legítimo e se conseguir maiorias parlamentares para passar leis, poderá viver os quatro anos. Quem não gosta, paciência. Lá que tem defeitos, ah isso tem, mas lembro-me bem de defeitos de outros governos. Tenho uma memória de elefante, digo-vos. Lembro-me também de mentiras descaradas de Televisões, por esse mundo fora, cuja voz da locução negava a imagem! Um dia falarei sobre isto. Aqui não cabe.

 

Que há grandes, enormes, disgualdades sociais neste país, há! É preciso atenuá-las, coisa que os governos não têm feito suficientemente. Mas cabe a nós pressionar. Alto, não em conversas de "shopping mall", faute de cafés, nem em jantares com amigos, nem em e-mails pessoais, que não passam de desabafos. Se a democracia tem alguma coisa para dar, talvez seja mesmo só a possibilidade de fundar movimentos. Agora, textos de TF? A maior parte dos Portugueses tem medo, tem, como costumo dizer " o Salazar na cabeça".

 

Vou revelar-vos mais um pouco de mim. Muitos de vós sabeis que eu sou contra o aborto, contra a eutanásia (distanásia e paliativos, sim) porque tal atitude decorre, logicamente, do facto de eu ser contra a pena de morte, por ser, incondicionalmente, pela Vida!

 

Por que motivo falo neste Post das minhas crenças? Já verão: porque sou a favor do casamento homossexual e do TGV, por exemplo. Perguntaram-me várias vezes: " mas como é que podes ser contra o aborto e a favor do casamento homossexual?" Devo baralhar muito, pela minha parte, ainda bem!  É que eu não caibo em partidos, nem posso caber. Se alguma vez ocupasse algum lugar, seria como independente. Para as opiniões mais corriqueiras, eu misturo as Esquerdas com as Direirtas. Pois então não sou de nada dessas definições (definição = a delimitação, covém não esquecer!), sou Eu e isso basta-me. Eu e não abdico das minhas crenças e procuro até outras. Sem religião até este momento, sou uma pessoa com tendências místicas, um apaixonado por teologia, um homem que se sente muito bem em Templos. E também detesto os abusos, neste momento, os do capitalismo, como muita gente aqui em Portugal, até algumas pessoas conotadas com as Direitas.

 

Este sou eu!

 

Fecho por hoje, como abri.

 

 

Valete.

 

Raulus Antonius.

 

 

 

publicado por Raúl Mesquita às 14:00 link do post
|  O que é? | favoritos
Raúl
Finalmente, um pouco de tempo para um comentário!
Assino, praticamente, tudo o que dizes! Gostaria de saber as alternativas que propõem os críticos. Penso que seria bom, a nível global, pensar-se numa alternativa teórica e prática a este sistema económico. Mas acho que é mais a esquerda, órfã, a mais responsável por este impasse, "pois, há sempre a revolução!" os aumentos virão, nem que não haja dinheiro, talvez falte às pessoas um pensamento autónomo e lúcido. E, quem sabe, se o Marx fosse vivo, talvez fosse o primeiro a rir-se de quem fala em nome dele, nesta época, ou talvez tivesse a lucidez de repensar um outro sistema, capacidade não lhe faltaria. Quem acaba com as offshores, por exemplo? Quando digo que concordo com quase tudo, só excluo o aborto, porque acho que o estado não deve interferir com as decisões individuais. A lei não obriga, despenaliza e, já agora, que dizer daqueles que, em nome da vida, assassinam médicos que praticam o aborto.
Maria Emília Neves
Maria Emília Neves a 7 de Fevereiro de 2010 às 18:07
Querida Maria Emília:

Que prazer ter-te por aqui!

Vou tentar ser metódico, tal como foste no teu comentário.

1º: O Aborto: O Estado proíbe o homicídio. Isso é meter-se com a vida individual? Claro, um dia podia podemos discutir , se houver discussão possível, sobre o que é o homicídio.

2º: Matar médicos que praticam um homicídio é ser igualmente homicida, logo, não e " renão !"

Com saudades,

Raúl.
Raúl Mesquita a 7 de Fevereiro de 2010 às 21:50
Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Sabe, se V. não fosse europeísta não se chamava G....
Sabe, essa ideia de Europa Unida acho que é uma fi...
Obrigada pela visita.George Sand com toque feminin...
Cara George Sand:Gostei da sua visita e fui também...
É lindo o cravo. Convida a silêncios. Entrelaçados...
Tailon , óntos ?
Sou eu quem deve pedir desculpa então.Muito prazer...
A desculpe.Meu nome é Thailon mesmo. Thailon Azeve...
Caro Thailon:Obrigado por ter respondido à minha p...
Sim.Bem, como pode perceber, minha cantora predile...
Caro Thailon:Decerto reparou no último parágrafo d...
Mesmo sabendo que você fez esta lista com gostos p...
Meu querido Raul, o MesquitaA possibilidade de uma...
Deve com certeza ter, Cara Helena. Fascina-me a be...
Que belíssima peça e que som maravilhoso não terá....
Augusto-o-Ilustre:Agradeço as tuas sempre prontas ...
Meu amigo Raul, o MesquitaA música está sempre pre...
Cara Helena:Obrigado pela sua visita. Compreendo q...
O que me choca na foto:- Duas mulheres sem cabeça-...
Meu querido amigo Raul, o MesquitaNa época da guer...
Meu Caro:Vá por mim, não perca tempo com o Google ...
Ao Ilustre:Muito obrigado pelas tuas, sempre genti...
Ao Ilustre:Muito obrigado pelas tuas, sempre genti...
Este texto, mais que formular opinião, é uma aula ...
Caríssimo Raul, o MesquitaTenho que aceitar que a ...
Saudações! Já lhe terá ocorrido espreitar na lite...
Augusto, O Ilusre:Ficcionei ao escolher a ficção, ...
Meu caro amigo Raul, o MesquitaNão caias no erro d...
O Para vir. Com o álibi da troika! Estou à espera ...
Querido Amigo:Compreendo bem as tuas palavras e ag...
blogs SAPO