25 de Novembro de 2009

 

Amici, Salvate!

 

Hoje não tenho nada para vos dizer, mas talvez seja uma maneira de vos contar alguma coisa. Humm..., olha, lembrei-me: um exemplo da minha escrita de ficção, para aqueles que ainda não tiveram o deleite de a apreciarem (podia dizer LOL ou "risos", mas para quê, para ser o Tartufo, de Molière?) Segue:

 

   

 

- Minha Senhora, chegou uma primita minha da terra. Nunca veio a Lisboa. Posso voltar mais tarde hoje? Bem, ... é que... é que eu gostava de a levar à Comédia para ela ver coméqué.
 
- E onde vai ficar essa tua prima?
 
- Em casa da minha tia.
 
- Qual?
 
- A do Rossio.
 
- A que vive nas águas-furtadas por cima da loja de tecidos a metro?
 
- Sim, Minha Senhora.
 
- Bem, está bem.
 
- Muito obrigado, Minha Senhora.
 
- Olha, vai ao meu quarto e vê se a minha bolsa de cetim está em cima do canapé aos pés da cama. Trá-la.
 
.... ...
 
- Estava, estava, Minha Senhora.
 
- Ai, onde é que pus o porte monnaie? Sim, aquela bolsinha de prata... O lorgnon, a caneta, o pó de arroz, o rouge à lèvres...ah, está aqui! Olha, Cecília, toma lá isto mas não é para gastares mal, é para convidares a tua prima para um café durante o intervalo. E.... não venhas muito tarde. Quero-te aqui às dez horas o mais tardar. E nada de falar com homens. Domingo à noite e, ainda por cima, na Comédia...
 
- Está bem, Minha Senhora, não se preocupe. A minha prima é idónea...
 
- Aonde é que foste buscar essa palavra? Por que é que encarniças? O que fizestesss?
 
- Ai, Minha Senhora, é que eu... é que eu li um bocadinho daquele livro que Senhora está a ler...
 
- Hum, está bem. Mas devias ter pedido licença. Valeu a pena ter corrigido a tua escrita. Eu trato bem as criadas.
 
- Eu sei, Minha Senhora. Já estou cá há oito anos.
 
- És quase como Família, eu sei. Mas falas um bocadinho demais com o moço de fretes do lugar...
 
- Ai, Minha Senhora, que a minha alma caia já aqui! Eu não sou dessas!
 
- Bem, mudemos de assunto. E aquele teu tio que tem o restaurante das iscas no Largo da São Domingos, nunca mais ouvi falar dele?
 
- Ó Minha Senhora, não é que ele andava com duas mulheres ao mesmo tempo!
 
- O quê?
 
- Desculpe, Minha Senhora, mas é verdade.
 
- Não quero que o voltes a ver. Mas... o que é isso tinha a ver contigo?
 
- Eu sou amiga da minha amiga. A Celeste é boa piquena e ele tinha-le prometido em casamento. Ma s aquela lamb'sgóia  da Virgínia quis roubar-le o meu tio Inácio.
 
-Lambisgóia?
 
- Desculpe, Minha Senhora, é uma maneira de dizer.

 

 - Está bem, continua.

 

- Então, eu no Domingo passado, faz hoje oito dias, fui ter com a Celeste e disse-le: Ai Celeste, não é que o Inácio, hein, hein... o Ti Nácio tem outra! Digo-te isto porque sou muito tua amiga. Ai, Minha Senhora, chorou tanto...

 

- Bem, acho que procedestesss mal, ó Cecília. Quando se gosta de uma pessoa não se faz intrigas. Mas, enfim, tu és uma criada, não podes saber estas coisas. Olha, vai lá, mas volta às dez o mais tardar.

 

- Obrigada, Minha Senhora.

   

 

Sem nada para dizer...?

 

Valete.

 

Raulus

publicado por Raúl Mesquita às 00:11 link do post
|  O que é? | favoritos
ESTE COMENTÁRIO É O QUE PREVALECE, GASTÃO:

Ouvi falar, mas nunca li. Parece-me que é divertido e a primeira função da Arte é divertir, a segunda, "ensinar". Amigo Gastão, comigo aprende a ler nas linhas e nas entrelinhas e logo perceberás o teor do meu "blog" em geral, dos meus " posts ", em particular, e da minha escrita. Este texto (acima, o da Senhora / bonne , fi-lo em dois minutos e com um objectivo. Adivinhas qual foi? Bem, por esta ainda vai:

'Uma escrita sem o uso do pretérito-mais-que-perfeito , sem os " abeirara-se da janela. Vira a varina lá em baixo, pé na tamanca, xaile preto, o Castelo como ciclorama de fundo azur protegia a cidade, outrora de Ulisses um poiso..." sem nada disto que, hélas , vai vendendo livros inócuos ...' Era capacíssimo de escrever estas merdas mas não vendo " a alma ao diabo" como a maioria dos escritores portugueses" Digo-te, e porque cada escritor é, talvez, o seu melhor crítico: o texto da senhora /criada está muito mais bem escrito do que aquele que inventei para contaponto. E esta?

Capito?

Mais logo irei ao teu blog, salvo seja, agora, sim, LOL! Já o visitei, mas onde descubro o lugar para os comentários? Não vi.
Raúl Mesquita a 25 de Novembro de 2009 às 13:04
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
13
14
18
19
20
21
24
26
27
29
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Sabe, se V. não fosse europeísta não se chamava G....
Sabe, essa ideia de Europa Unida acho que é uma fi...
Obrigada pela visita.George Sand com toque feminin...
Cara George Sand:Gostei da sua visita e fui também...
É lindo o cravo. Convida a silêncios. Entrelaçados...
Tailon , óntos ?
Sou eu quem deve pedir desculpa então.Muito prazer...
A desculpe.Meu nome é Thailon mesmo. Thailon Azeve...
Caro Thailon:Obrigado por ter respondido à minha p...
Sim.Bem, como pode perceber, minha cantora predile...
Caro Thailon:Decerto reparou no último parágrafo d...
Mesmo sabendo que você fez esta lista com gostos p...
Meu querido Raul, o MesquitaA possibilidade de uma...
Deve com certeza ter, Cara Helena. Fascina-me a be...
Que belíssima peça e que som maravilhoso não terá....
Augusto-o-Ilustre:Agradeço as tuas sempre prontas ...
Meu amigo Raul, o MesquitaA música está sempre pre...
Cara Helena:Obrigado pela sua visita. Compreendo q...
O que me choca na foto:- Duas mulheres sem cabeça-...
Meu querido amigo Raul, o MesquitaNa época da guer...
Meu Caro:Vá por mim, não perca tempo com o Google ...
Ao Ilustre:Muito obrigado pelas tuas, sempre genti...
Ao Ilustre:Muito obrigado pelas tuas, sempre genti...
Este texto, mais que formular opinião, é uma aula ...
Caríssimo Raul, o MesquitaTenho que aceitar que a ...
Saudações! Já lhe terá ocorrido espreitar na lite...
Augusto, O Ilusre:Ficcionei ao escolher a ficção, ...
Meu caro amigo Raul, o MesquitaNão caias no erro d...
O Para vir. Com o álibi da troika! Estou à espera ...
Querido Amigo:Compreendo bem as tuas palavras e ag...
blogs SAPO